Centro Local de Animação e Promoção Rural
CLAP
 


 

O envelhecimento não é um problema, mas uma parte natural do ciclo da vida, sendo desejável que constitua uma oportunidade para se viver de forma saudável e autónoma o mais tempo possível, estando as condições da habitabilidade intimamente ligadas à melhoria da qualidade de vida.

Do contacto diário que estabelecemos com a nossa população idosa, verificamos que muitos dos espaços habitacionais que possuem não apresentam as melhores condições de conservação e de conforto, nomeadamente, janelas com frestas, paredes insalubres, desorganização de roupas e utensílios, barreiras arquitectónicas, chuva a cair dentro da habitação, sanitários que não funcionam, canos rebentados, torneiras velhas,...

Perante esta realidade, é objectivo do projecto Consertos & Companhia sensibilizar a comunidade local, através de recrutamento de voluntários e potenciais patrocinadores, para a mobilização de recursos (mão-de-obra, especializada ou não, e de materiais), que satisfaçam as necessidades específicas desta população numa responsabilidade partilhada e de acções cada vez mais próximas dos cidadãos.

Outro objectivo deste projecto é proporcionar aos idosos que se encontram a habitar em condições vulneráveis, a melhoria do seu conforto, a melhoria da sua auto-estima e o combate ao isolamento social.

O projecto Consertos & Companhia pretende, assim, ir de encontro às necessidades encontradas em cada habitação dos idosos, levando uma equipa de voluntários organizada, responsável, para a execução de pequenas reparações e remodelações que a casa possa carecer, como por exemplo, pequenos arranjos no telhado, pintura no interior, limpeza e organização do espaço, calafetagem das janelas e portas, e pequenos consertos (substituição de torneiras, lavatórios, lâmpadas, canos), etc.

 

Necessidades Identificadas: O isolamento da população idosa

As pessoas idosas nas Faldas do Marão (segundo os Censos de 2001, dos 2 984 habitantes desta área, 497 pessoas são idosas, ou seja 16,7%) são um grupo social muito vulnerável, do ponto de vista familiar , social e económico, à exclusão social.

Nesta área, as possibilidades de emprego e/ou formação profissional são muito limitadas, facto que leva a que se assista a grandes movimentos migratórios e ou de êxodo rural. Os jovens fogem destas áreas, com vista a conseguirem melhores condições de vida, deixando muitas vezes os elementos mais idosos da família sem qualquer retaguarda familiar.

Embora exista nesta área um Serviço de Apoio Domiciliário, este não consegue responder a todas as situações, o que nos leva a encontrar um número considerável de idosos a viver isolados.

Tendo como base a informação recolhida no Diagnóstico das Fraldas do Marão e a nossa experiência de trabalho directo no terreno ao longo de quase duas décadas, podemos afirmar que um dos principais problemas que afectam as Faldas do Marão é o seu isolamento, não só físico como também social, que atira para a solidão muitos dos nossos idosos.


Definição do Projecto

O projecto Consertos & Companhia visa a melhoria do interior de algumas divisões das habitações de pessoas idosas das Faldas do Marão.

Este projecto pretende sensibilizar toda a comunidade para esta realidade, apelando à mobilização de pessoas em regime de voluntariado e também recorrer às empresas do sector para apoiarem com os materiais necessários à execução das intervenções nas habitações dos idosos, previamente referenciados.

 

Princípios

Os princípios do projecto Consertos & Companhia assentam na criação de uma resposta de melhoria de condições no interior das habitações de idosos das Faldas do Marão. 

Estas melhorias consubstanciam-se ao nível de pequenas obras de conservação e remodelação, promovendo a melhoria das condições de vida dos idosos e a sua auto-estima.

 

Implementação do Projecto

  1. Recrutamento de voluntários;
  2. Angariação de patrocínios;
  3. Estabelecimento de protocolo entre o CLAP, os voluntários e os patrocinadores;
  4. Divulgação do novo serviço nos jornais, TV local, junto de serviços públicos, nas Juntas de Freguesia, nas escolas e nas paróquias;
  5. Recolha dos pedidos e selecção das situações a intervir;
  6. Avaliação da intervenção.

Condições de Acesso ao Apoio

  1. Pessoas residentes na área de intervenção do CLAP, com idades superiores a 65 anos;;
  2. Pessoas que sofram de alguma incapacidade (mesmo que temporária ou mobilidade limitada);
  3. Pessoas que tenham um rendimento mensal inferior a 350€, em 2011;
  4. Pessoas que possuam habitações a necessitar de melhorias no seu interior e/ou de equipamento para melhorar o seu conforto;
  5. pessoas que morem sozinhas ou com outra(s) pessoa(s) idosa(s), familiar(es) com deficiência, crianças e jovens com menos de 18 anos, que não tenham rendimentos do trabalho, nem estejam a receber subsídios de desemprego;;
  6. Pessoas que não possuam adequada rede familiar de suporte e/ou residam em locais isolados.

Processo de Candidatura

O processo de candidatura é instruído com os seguintes documentos:

  • Requerimento de candidatura devidamente preenchido e assinado pelo requerente, e que pode ser encontrado disponível nos serviços ou no site do CLAP;
  • Cópia do documento de identificação civil, do documento de identificação fiscal e do documento de identificação da Segurança Social ou do cartão de pensionista da Segurança Social, do requerente e dos restantes elementos que com ele coabitem;
  • Comprovativos dos rendimentos auferidos pelo candidato e pelos restantes elementos, nos últimos dois meses.
 

Critérios de Selecção das Candidaturas (Processo de Decisão)

As candidaturas têm prioridade se:

  • As melhorias facilitarem a mobilidade;
  • O idoso estiver numa situação de pobreza ou de vulnerabilidade;
  • O idoso morar com outra(s) pessoa(s) idosa(s), crianças ou jovens menores de 18 anos ou familiar(es) com deficiência;
  • O idoso for cliente do CLAP.
 
A decisão relativa à candidatura é comunicada ao requerente no prazo máximo de 60 dias contados da data da sua apresentação.
 
 

Melhorias passíveis de execução

  • Melhoramentos na cobertura (substituição de algumas telhas que estejam partidas);
  • Pintura de interior de uma divisão;
  • Calafetagem de portas e janelas;
  • Apoio na reorganização dos espaços;
  • Melhoramentos de espaços já existentes (quando possível, de lavatórios, sanitas, banheiras e bases de duche);
  • Adaptações que facilitem o acesso à habitação (nomeadamente a construção de rampas).
 
 

Responsabilização dos Clientes

Cada pedido será objecto de avaliação e, mediante critérios previamente definidos em Regulamento, poderá haver lugar a uma pequena comparticipação do requerente.

 

Como solicitar este apoio

Mediante o preenchimento de impresso próprio, nas instalações do CLAP, do telefone 255 433 576, vi correio electrónico, ou através do contacto directo com qualquer elemento do Departamento da Terceira Idade.